Segunda, 21 Agosto 2017

Irmãos Auler promove barraquinhas para reformar salão comunitário

Publicado em Bairro a Bairro Segunda, 07 Agosto 2017 15:13
Avalie este item
(0 votos)

 

A nova diretoria da Associação Comunitária do Bairro Irmãos Auler está desenvolvendo, e também cobra do governo, ações e projetos que garantam mais qualidade de vida e oportunidades para a população local. De acordo com o presidente da entidade, Washington Salera, há muito a ser feito. “Quando assumi, em novembro de 2016, o salão estava abandonado. Hoje, trabalhamos arduamente para conseguir reformá-lo. O telhado está com infiltrações, o vaso sanitário quebrado, as paredes necessitam de pintura e também precisamos instalar um bebedouro”, pontuou.  

Há mais de dois anos, a Associação de Moradores conta com as aulas de balé do projeto Dançando e Encantando, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e de capoeira, com a Escola de Cultura Popular Ginga. Além disso, o Centro Comunitário oferece ginástica, duas vezes por semana. Entretanto, segundo Washington, a comunidade ainda precisa de mais oficinas e mais atenção do poder público. 

“O balé já está promovendo mudanças. Cerca de 70 crianças participam das aulas. Precisamos de apoio para a capoeira, pois, o professor não tem nenhum auxílio para manter e desenvolver a iniciativa, que é muito importante para retirar os menores da rua. Nós queremos implantar um curso de violão e o clube das mães. Muitas estão desempregadas e a proposta é fazer com que tenham chance de aprender atividades que possam gerar renda. Temos seis máquinas de costura aqui, que estão paradas por falta de instrutores. Temos vontade, o que não temos é apoio. O Irmãos Auler é um dos bairros mais antigos de Itaúna e continua vivendo no passado, porque só lembram daqui em época de eleição”, desabafou o presidente da Associação de Moradores. 

Para conseguir reformar o salão comunitário, os moradores promovem neste sábado, 05, barraquinha beneficente, com música ao vivo da cantora Juciara Fátima. A festa vai das 19h às 23h e terá feijoada, canjica, bebidas quentes e cerveja. 

O dinheiro arrecadado será utilizado para a compra dos materiais para a obra. “Eu conversei com o vice-prefeito Fernando Franco e ele disse que se nós conseguíssemos os itens, a Prefeitura forneceria o pessoal para a realização das intervenções”, contou Washington.

 

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd