Segunda, 20 Novembro 2017

Sem sinal de telefonia, Cachoeirinha enfrenta dificuldades para acesso aos serviços básicos

Publicado em Bairro a Bairro Segunda, 13 Novembro 2017 08:30
Avalie este item
(0 votos)

 

Apesar do fácil acesso da comunidade rural de Cachoeirinha à cidade, após o asfaltamento da estrada que liga o povoado à zona urbana, até hoje a região não possui torre de sinal de telefonia móvel. A situação dificulta o contato com os prestadores de serviços básicos de saúde, segurança e água, em casos de emergência.

Moradores relataram à reportagem do JORNAL S´PASSO que para contato via celular precisam se dirigir até Campos. Em casos de crimes, como assaltos e arrombamentos, conforme os depoimentos, o registro de ocorrências já chegou a ser feito dois dias depois, devido ao entrave para acionamento da Polícia Militar.

No caso da saúde, a situação é ainda pior. Entrevistados disseram que acabam perdendo consultas e exames, porque o posto local não tem telefone nem computador com internet para averiguação das datas disponíveis para agendamento dos procedimentos.

“Havia uma vaga em aberto na Policlínica Dr. Ovídio e eu não fiquei sabendo por causa da falta de comunicação com as unidades da área urbana. Muitas vezes não ficamos a par, quando surge a possibilidade de marcação e às vezes demora mais de 40 dias para aparecer outra oportunidade. Aí, o jeito é esperar”, comentou um membro da comunidade.

Falta de profissionais

Também está entre as preocupações o fato de a população contar com apenas uma agente comunitária de saúde. “Ela roda a região toda a pé e quando tem que sair para ir às casas, precisa fechar o posto, que só tem enfermeira na quarta-feira. É muito trabalho e pouca gente”, afirmou um usuário da rede pública.

 

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd