Construção civil demite 195 trabalhadores e “puxa” saldo negativo na criação de vagas em outubro

Itaúna encerrou outubro com saldo negativo na criação de vagas de emprego. A informação está no relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged – divulgado esta semana, pelo Ministério do Trabalho. No período analisado, a cidade registrou 737 admissões e 826 desligamentos, o que significa o fechamento de 89 postos no último mês.

Entre os principais setores, a construção civil foi o mais prejudicado. De acordo com os dados do Caged, 95 pessoas ingressaram no segmento, que, no entanto, demitiu 195. O comércio contratou 178 e desligou 200, enquanto a indústria abriu 206 oportunidades e rompeu 196 contratos. A área de serviços admitiu 234 profissionais, porém, desligou 210.

Nova Serrana em destaque

Pelo segundo mês consecutivo, Nova Serrana liderou o saldo de empregos entre as principais cidades do Centro-Oeste. O município, polo calçadista, gerou 306 vagas. Porém, apesar do destaque, o número foi menor que em setembro, quando registrou a criação de 530 vagas. Formiga ficou em segundo lugar, com abertura de 137 oportunidades, enquanto Divinópolis ocupa a terceira posição, com apenas 35 novos postos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.