Segunda, 21 Agosto 2017

Devoção a Nossa Senhora do Rosário mobiliza comunidade católica de Itaúna para o Reinado

Publicado em Cidade Segunda, 07 Agosto 2017 14:37
Avalie este item
(0 votos)

Tradicionalmente comemorado em 15 de agosto, o Dia da Assunção de Nossa Senhora, mais conhecido como Reinado, já movimenta a comunidade católica itaunense. As festividades em homenagem à Santa, considerada a padroeira dos negros, começaram na terça-feira, 1º, com o levantamento das bandeiras de aviso pelas irmandades. 

Após dois anos de obras de revitalização, os fieis poderão finalmente celebrar na Igreja de Nossa Senhora do Rosário reaberta em dezembro passado. Além disso, a capela ao lado também passou por reparos, recebendo pintura na parte interna e externa, além de pequenas restaurações em elementos da decoração do altar. 

As festividades atraem grande número de pessoas da região. Desde quarta-feira, 03, os devotos se reúnem para a novena a Nossa Senhora do Rosário, que segue até o dia 11, com orações e missas, sempre às 19h. Em 12 de agosto tem início o tríduo de celebrações eucarísticas. Já na terça-feira, 15, feriado municipal, a festa começa cedo, às 07h, com café comunitário na casa da Rainha Santa Efigênia, Conceição Basílio, mais conhecida como Dona Sãozinha, no Santo Antônio, e também na residência da Rainha Conga, Dona Maria Ana, no bairro das Graças.

Os festejos continuam a partir das 09h e em seguida haverá procissão, contornando a igreja e a sede das Sete Guardas. No mesmo horário, da casa de Dona Sãozinha sairá o cortejo com os andores dos patronos do Reinado. Às 18h, as guardas se concentram em frente ao altar para o rito litúrgico. No dia 16, a partir das 19h, pagamento de promessas pelos integrantes das irmandades, que, na quinta-feira, 17, se concentram para encerrar a festa.

O Reinado é um dos eventos mais importantes do calendário da cidade. Tombada como patrimônio imaterial em 2015, essa tradição mobiliza milhares de devotos e amantes da cultura popular anualmente para as celebrações. Conforme os registros históricos, foram os escravos os responsáveis pela construção da primeira igreja da cidade, edificada em homenagem à protetora, a partir de 1750.

A festa é organizada pela associação Sete Guardas de Nossa Senhora do Rosário e conta com recursos destinados pelo Município, por meio de subvenção aprovada pela Câmara. Neste ano, após a votação de projeto de lei pelo Legislativo, a Prefeitura liberou para a entidade R$ 70 mil.

 

De pais para filhos

 

O início das comemorações do Reinado concentrou no Alto do Rosário, nesta terça-feira, 1º, várias gerações unidas pela fé. A devoção a Nossa Senhora do Rosário mobiliza centenas de famílias há quase dois séculos em Itaúna. E, em mais um ano, pais e filhos, avós e netos, sobem juntos o morro para prestar homenagens à padroeira dos negros. 

Há mais de 60 anos, Juvenil Braz de Oliveira, 67, deixa sua casa, no bairro das Graças, para agradecer as bênçãos alcançadas. O trajeto até a Igreja do Alto do Rosário, a primeira erguida no Município, é curto, porém muito significativo e essencial para manter essa tradição. A filha, de 25 anos, seguiu os passos do pai na Guarda Moçambique São Benedito, uma das 13 constituídas na cidade. “Aprendi com meus antepassados a cultivar as raízes da nossa raça negra e hoje tenho imensa satisfação em vê-la acompanhar esses ensinamentos com fé e amor a Nossa Senhora do Rosário”, diz Juvenil, emocionado.

O pequeno Guilherme Rodrigues carrega nos pés o peso da tradição. É com o chocalho amarrado na canela que ele presta suas homenagens. Filho do presidente da Sete Guardas, associação que representa todas as irmandades envolvidas na organização da festa, o garoto já tem consciência sobre a importância da cultura afro-brasileira. “O meu pai me ensinou a respeitar e manter os costumes que fazem parte da história do nosso povo. Para mim é uma grande honra compor a Guarda Moçambique Nossa Senhora do Rosário e contribuir para a continuidade do Reinado”, afirma. 

Aos 30 anos de idade, Jefferson Lázaro da Silva, é o capitão mais jovem em Itaúna, na Guarda Moçambique Santa Efigênia - Senhora do Rosário. Ele se orgulha em ser expoente dessa importante tradição local. “É com grande alegria que venho participar da festa e meu sentimento é de realização ao ajudar a perpetuar a nossa cultura”, descreve. 

“Nós jovens temos a nobre missão de levar adiante o símbolo da nossa fé. É demonstrando a grandeza do Reinado que conseguiremos despertar entre os mais novos o gosto por essa manifestação”, completa.

A solidariedade é um dos elementos dos festejos em homenagem a Nossa Senhora do Rosário, tornando o evento ainda mais bonito. Elizabete Pereira Pedrosa, integrante da Guarda Moçambique São Benedito, cuida de sete famílias carentes. Bete, como é conhecida, aproveita o período para intensificar o trabalho em benefício dos menos favorecidos, causa que abraça como um verdadeiro sentido para a vida.

“A festa em honra à Santa, a movimentação de tantas pessoas em torno dessa tradição, a fé e a devoção, essas, duas das principais características do Reinado, sensibilizam a comunidade em relação às doações e à necessidade de contribuirmos com o próximo. As nossas ações ganham força e visibilidade nesta época, sendo possível ajudar mais aos que precisam”, comenta.

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd