Quinta, 18 Janeiro 2018

Gerente de Cultura garante que obra de restauração do Museu será iniciada em breve

Publicado em Cultura Segunda, 18 Dezembro 2017 08:41
Avalie este item
(0 votos)

 

Na edição de sábado, 09, o JORNAL S’PASSO abordou, mais uma vez, a situação do Museu Municipal Francisco Manoel Franco, que não é aberto ao público há cerca de três anos e motivou também de uma ação ajuizada pelo Ministério Público contra a Prefeitura, na gestão passada. Esta semana, o gerente de Cutura, Sérgio Machado, se manifestou a respeito do assunto e falou sobre os motivos do atraso das obras de revitalização do espaço, cobradas por grande parte da população, e, principalmente, por moradores da Praça da Estação. 

De acordo com Sérgio Machado, o projeto para a reforma foi apresentado no início de 2017. "Realmente, nessa estamos devendo. E falo em relação à administração pública como um todo, pois acabamos responsáveis pelos problemas que herdamos. O local está fechado desde 2014, nesse tempo acumulou poeira e deu margem ao crescimento de um ambiente tóxico no seu entorno, com drogas e prostituição", comentou. 

O gestor afirmou ainda que, desde que a atual administração assumiu, o trabalho "de recuperação do tempo perdido" começou, com elaboração do planejamento para as obras, que, segundo ele, poderia até ter sido executado. "Entretanto, o Conselho de Patrimônio solicitou modificações e aí tudo atrasou. Mas há males que vem para bem. Das discussões no Conselho, saiu uma concepção de museu que temos certeza, será um sucesso! Um museu receptivo para o público infantil, dinâmico, e que será atraente e renovado o ano inteiro”, disse Sérgio Machado. 

O gerente de Cultura disse também que algumas ações dependem da mudança climática para serem realizadas e que os trabalhos para preservação do patrimônio histórico já começaram. “Um dos pontos frágeis do edifício é o telhado e só será possível restaurá-lo depois das chuvas, por isso a impressão é de que tudo está parado, mas não está! Estamos retirando o acervo do prédio e levando para um local seguro e com excelentes condições ambientais, para protegê-lo, catalogar e restaurar o que for necessário. Em breve iremos apresentá-lo à população. Tudo está sendo feito com muito cuidado”, garantiu.

Sérgio falou ainda que serão analisados projetos também para a Praça João Pessoa. “Não podemos nos esquecer da Praça da Estação, que terá um papel central no novo museu e que tem problemas sociais agudos. Realizamos diversos estudos, e vamos discuti-los num fórum ampliado, com a participação da comunidade e envolvendo as instituições afins. Enfim, estamos lançando um olhar profundo sobre aquele que é o nosso espaço histórico mais bonito e um dos mais importantes”, concluiu.

 

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd