Quarta, 15 Agosto 2018

Neider decide não nomear substituto para Júnia Morais na Procuradoria-Adjunta

Publicado em Política Terça, 24 Abril 2018 13:19
Avalie este item
(0 votos)

No fim da sexta-feira, 13, já no fechamento da edição do JORNAL S´PASSO, chegou à redação a informação de que a procuradora-adjunta do Município, Júnia Morais havia acabado de ser afastada do cargo, que ocupava desde o início do atual governo. Nesta quinta-feira, 19, a reportagem foi recebida no gabinete do prefeito Neider Moreira, para apurar os motivos da medida e os possíveis nomes cogitados para assumir o posto.

No início da semana, boatos apontavam que a vaga poderia ficar com Renato Corradi Bechelaine, funcionário de carreira na Prefeitura, que esteve à frente da Secretaria de Administração, durante o mandato de Osmando Pereira da Silva. Bechelaine sempre foi um dos mais ferrenhos defensores do ex-prefeito, fez parte da linha de frente da campanha do tucano contra o atual prefeito Neider Moreira e atuou junto à ex-procuradora- Geral, Otacília Barbosa, enquanto esteve lotado na Procuradoria. No entanto, Neider não confirmou as especulações.

De acordo com o prefeito, ainda não há qualquer previsão sobre quem será o novo titular.

“Por uma série de questões que vão se sobrepondo, a gente acaba tendo que tomar uma decisão, para evitar que exista problema interno no funcionamento do setor. E, também por vários fatores, que envolvem também o relacionamento entre as pessoas no departamento, achamos por bem deixar a Procuradoria-Adjunta vaga, pelo menos por enquanto. Não tem nenhuma perspectiva de o cargo ser ocupado por hora”, declarou.

A advogada Júnia Morais é servidora efetiva do Município desde o ano de 2007. Ela já exerceu as funções de assessora jurí- dica do Instituto Municipal de Previdência – IMP - e do Centro de Referência Especializado em Assistência Social - Creas, além de já ter atuado na Procuradoria Administrativa e Patrimonial, entre outros setores. 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd