Domingo, 23 Setembro 2018

Alexandre Campos garante três assessores para vereadores com necessidades especiais

Publicado em Política Segunda, 18 Junho 2018 12:17
Avalie este item
(0 votos)

Uma emenda feita por Alexandre Campos (MDB) ao projeto de resolução da mesa diretora da Câmara apresentado com o objetivo de extinguir cargos comissionados na estrutura da Casa garantiu a manutenção de três assessores para os vereadores com necessidades especiais. Os portadores de deficiências já contam há anos com maior número de auxiliares que os demais parlamentares, que têm dois funcionários para os trabalhos nos gabinetes. A medida adotada pela direção do Legislativo, aprovada nesta semana, depois de longos meses de muita polêmica, acabava com essa vantagem. No entanto, o emedebista fez a alteração ao texto original e conseguiu apoio dos pares para implementá-la.

Ainda em 2017, matéria de mesmo teor havia sido levada ao plenário. Na época, Alexandre Campos se posicionou contra a iniciativa e chegou a afirmar que “é tradição, bem aceita no meio, a troca de favores”. “Estou falando isso, porque a democracia é muito importante. E este projeto é antidemocrático. Sabemos que a democracia funciona com a distribuição de cargos. Este discurso vai me gerar crítica perante a população itaunense. O povo quer mudança. Este poder precisa de independência. E, por isso, meu voto é contrário”, discursou na ocasião. Durante as discussões na terça-feira, 12, quando votou favorável, sem explicar o motivo da mudança de opinião, ele demonstrou incômodo com o fato de essa declaração ter sido publicada pelo JORNAL S´PASSO.

Com a resolução aprovada, serão retirados da estrutura organizacional do Legislativo, como comissionados, os cargos de assessor de imprensa, jurídico, parlamentar, administrativo e de patrimônio; tesoureiro e chefe contábil. A resolução entrará em vigor no dia 31 de dezembro de 2020. No ano passado, o projeto recebeu nove votos contrários, de Alexandre Campos; Márcia Cristina; Lacimar Cezário, o “Três”; Hudson Bernardes; Alex Artur, o “Lequinho do Garcias”; Lucimar Nunes Nogueira, o “Lucinho de Santanense”; Gleison Fernandes, o “Gleisinho”; Gláucia Santiago e Silvano Gomes Pinheiro “do Córrego do Soldado”. Todos eles votaram a favor dessa vez.

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd