Política - Jornal S'Passo, o melhor jornal de Itaúna, na banca e na internet! http://www.jornalspasso.com.br Thu, 18 Jan 2018 16:36:24 -0300 Joomla! - Open Source Content Management pt-br Prefeitura arrecada mais de R$ 1,3 milhão com tributos vencidos http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3644-prefeitura-arrecada-mais-de-r-1-3-milhao-com-tributos-vencidos http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3644-prefeitura-arrecada-mais-de-r-1-3-milhao-com-tributos-vencidos

 

A campanha realizada pela administração municipal desde setembro para incentivar a regularização de dívidas pelos contribuintes garantiu o reforço do caixa da Prefeitura em R$ 1.371.291,09. O valor foi divulgado nesta sexta-feira, 15, pela Secretaria de Finanças e corresponde ao montante arrecadado até terça-feira, 12. 

O programa de redução de juros e multas, instituído a partir de aprovação de projeto encaminhado pelo Executivo à Câmara, permite descontos de até 90% sobre os juros e multas dos créditos tributários vencidos. As dívidas podem ser parceladas em até 24 vezes, sendo o percentual de dedução variável, de acordo com o número de prestações. O prazo para adesão segue até o dia 28 de dezembro. 

Os interessados podem protocolar o requerimento no saguão de atendimento ao cidadão da Prefeitura de Itaúna. Não há cobrança de taxa para a realização desse procedimento.  Em parceria com o poder Judiciário foram feitas ainda audiências com os devedores inscritos na dívida ativa, com processos já em trâmite ou prestes a serem ajuizados, para incentivar os acordos. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 18 Dec 2017 08:41:18 -0300
Vereadores criam polêmica e votam contra ajuda do Município para fomento ao comércio no período de festas http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3643-vereadores-criam-polemica-e-votam-contra-ajuda-do-municipio-para-fomento-ao-comercio-no-periodo-de-festas http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3643-vereadores-criam-polemica-e-votam-contra-ajuda-do-municipio-para-fomento-ao-comercio-no-periodo-de-festas

 

Decorar os centros comerciais para o período de festas se fim de ano é uma tradição na maioria das cidades. A iniciativa tem como objetivo aumentar a circulação de pessoas nessas áreas e, consequentemente, fomentar a economia, num período considerado como o de maior lucro para o setor. Em Itaúna, esse costume chegou a ser deixado de lado em alguns períodos, mas, foi retomado há alguns anos, por meio de parcerias do poder público municipal com as entidades que representam o empresariado. Em 2017, mais uma vez, a administração de Itaúna firmou acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL -, para a ornamentação e iluminação da região central. No entanto, a medida, bastante elogiada por empresários e consumidores, em geral, enfrentou resistência no Legislativo.  

O projeto de lei que permite o governo a abrir crédito especial e destinar os recursos à CDL, como contrapartida na execução da decoração natalina, chegou ao plenário para ser apreciado e votado pelos vereadores nesta semana. De acordo com a matéria, o governo poderá gastar até R$ 25 mil. Parlamentares da ala de oposição aproveitaram as discussões para criticar o investimento.  

Otacília Barbosa disse que o Munícipio tem outras prioridades e que a os recursos poderiam ser utilizados em outras áreas.  Alexandre Campos lembrou que as vendas do período aquecem a economia e geram arrecadação para a cidade, mas alegou que não existem critérios para a ornamentação e reclamou da mudança do lugar da árvore de Natal instalada na Praça da Matriz. Márcia Cristina defendeu a aplicação do dinheiro na Saúde, setor que foi a bandeira de campanha dela. 

Os demais parlamentares, com exceção de Antônio de Mirada Silva, justificaram a aprovação do projeto, salientando a importância da decoração para o comércio, a geração de emprego e renda e a arrecadação de impostos.  O presidente da mesa diretora, Márcio Gonçalves “Hakuna”, alertou que o Legislativo precisa adotar uma postura melhor na discussão das matérias. 

“Entendo que é preciso abandonar discursos vazios, argumentos fracos, é necessário  tornar o debate mais elevado, em alto nível. A população merece este tipo de conduta”, frisou. A abertura de crédito especial foi aprovada com votos contrários de Alexandre Campos, Márcia Cristina, Otacília Barbosa e com abstenção de Antônio de Miranda. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 18 Dec 2017 08:40:48 -0300
Tribunal de Contas confirma irregularidades em concurso realizado pela Prefeitura em 2016 http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3641-tribunal-de-contas-confirma-irregularidades-em-concurso-realizado-pela-prefeitura-em-2016 http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3641-tribunal-de-contas-confirma-irregularidades-em-concurso-realizado-pela-prefeitura-em-2016

 

Uma decisão despachada pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais – TCEMG – nesta quinta-feira, 14, determinou o arquivamento dos autos referentes ao concurso público n.º 01/2016 realizado pela Prefeitura de Itaúna no ano passado, em meio a muitas denúncias ao Ministério Público e depois de várias retificações ao edital. No entanto, o órgão confirmou a existência de falhas no processo e solicitou à atual administração que faça as devidas correções, antes de quaisquer procedimentos para a nomeação dos aprovados, suspensa, no início de 2017, também por recomendação do TCEMG. Até nesta semana eram analisados os argumentos apresentados tanto pelos representantes da gestão anterior quanto pela assessoria jurídica do Município. 

O Tribunal de Contas constatou problemas relativos à cláusula em que foi prevista a ordem de convocação dos candidatos com deficiência e dos negros, bem como à previsão da utilização exclusiva de cadastro de reserva para os cargos de fiscal sanitário, pedagogo escolar e terapeuta ocupacional. O relator do processo, conselheiro Gilberto Diniz, disse que, como havia disponibilidades de vagas à época da publicação do aviso e, considerando o estágio em que se encontra o certame, ele não viu sentido prático em prosseguir com investigações. 

Diniz estabeleceu prazo de 30 dias para que o atual governo adote as medidas necessárias, indicadas para sanear as irregularidades pendentes. O relator ainda recomendou que, nos futuros concursos da Prefeitura, seja utilizado o cadastro reserva somente quando houver expectativa de novas vagas no período de validade do processo de seleção, ainda que não existam oportunidades disponíveis no momento da abertura. 

 

Processo confuso desde o início

 

Os problemas referentes ao concurso realizado pela administração passada foram observados a partir do lançamento do edital, que precisou ser alterado diversas vezes, inclusive, por força de ação ajuizada pela então titular da curadoria do patrimônio público, promotora Ana Tereza Ribeiro Salles Giacominni. No entanto, grande parte das possíveis irregularidades, apontadas por meio de denúncias formalizadas junto ao Ministério Público, imprensa local e vereadores à época, não foi sanada. Em janeiro de 2017, o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais – TCEMG - sugeriu à atual administração municipal que se abstivesse de nomear os candidatos aprovados até decisão final do órgão fiscalizador. A ausência de ordem de convocação de candidatos portadores de deficiência e a utilização indevida da oferta de vagas exclusivamente para formação do cadastro de reserva foram constatadas pela análise técnica do TCEMG. 

O JORNAL S´PASSO acompanhou todo o processo, que desde o início foi alvo de suspeitas de irregularidades, de tentativa de favorecimento, erros, processo e vários pedidos de retificação feitos pelo Ministério Público. Para completar, a desorganização no dia de aplicação das provas culminou em tumulto, boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar e mais representações na Promotoria. A curadoria do Patrimônio recebeu denúncias de uso da máquina pública com intenções eleitorais. Além disso, a estrutura da empresa, localizada em Belém, no estado do Pará, também chamou a atenção, por, aparentemente não garantir as condições necessárias para os serviços que oferece.

 

Empresa "inapta 

e sem capacitação"

 

Com uma rápida pesquisa pela internet é possível confirmar que a reputação da Inaz do Pará em diversas localidades está longe de ser boa. Várias publicações apontam a desclassificação da empresa em concorrências por descumprimento de exigências, como a apresentação de certificados de capacidade técnica, despachos judiciais, ações do Ministério Público e muitas reclamações de candidatos que participaram de certames organizados pela mesma. 

Em uma das decisões, que suspendeu um dos concursos realizados pela Inaz do Pará,  o juiz afirmou que foram encontradas diversas irregularidades no edital, ferindo os direitos constitucionais e prejudicando os concorrentes. 

“No que concerne à empresa contratada para a realização do certame, há clara dúvida sobre a especialização na realização de concursos públicos, uma vez que conforme documentos apresentados, a Inaz atua nos mais diversos ramos, indo da venda de artigos de papelaria, cosméticos, material cirúrgico e equipamentos de uso doméstico à realização de feiras e congressos, passando por locação de automóveis, limpeza de prédios e fornecimento de alimentação, inexistindo, entretanto, entre tantas e tão díspares atuações, a realização de concursos públicos”, afirmou o juiz Cornélio Holanda, que, como titular da Vara Única da Comarca de Curralinho, no Pará, cancelou certame da Prefeitura daquela cidade em 2014. 

A própria administração de Osmando Pereira da Silva multou a empresa por descumprimento de cláusulas contratuais. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 18 Dec 2017 08:35:35 -0300
Lei Orçamentária Anual aprovada em reunião extraordinária prevê receita de R$ 319 mi para 2018 http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3640-lei-orcamentaria-anual-aprovada-em-reuniao-extraordinaria-preve-receita-de-r-319-mi-para-2018 http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3640-lei-orcamentaria-anual-aprovada-em-reuniao-extraordinaria-preve-receita-de-r-319-mi-para-2018

 

A Câmara de Itaúna aprovou a Lei Orçamentária Anual – LOA -  em sessão extraordinária convocada pelo presidente da Casa, Márcio Gonçalves “Hakuna”. A matéria recebeu várias emendas, com destinação de verbas, por exemplo, para aquisição de mamógrafo, construção e passarela e de creche, procedimentos eletivos de saúde, apoio a entidades de recuperação de dependentes de álcool e droga, academias ao ar livre, entre outras. A previsão é de um orçamento de R$ 319 milhões. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 11 Dec 2017 08:26:33 -0300
Servidores estaduais continuam sem previsão da data de pagamento do 13º Salário http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3639-servidores-estaduais-continuam-sem-previsao-da-data-de-pagamento-do-13-salario http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3639-servidores-estaduais-continuam-sem-previsao-da-data-de-pagamento-do-13-salario

 

O Estado finalmente divulgou, nesta quinta-feira, 07, a escala de pagamentos dos servidores neste mês.  A primeira parcela do salário será quitada no dia 14. Quem tiver remuneração de até R$ 3 mil recebe integralmente na data. De acordo com o governo, esse grupo representa 75% do funcionalismo.

Para os funcionários com vencimentos líquidos entre R$ 3 mil e R$ 6 mil, que correspondem a 17% do total, a segunda cota será paga no dia 22. A terceira, para quem ganha mais de R$ 6 mil, está prevista para depois do Natal, em 28 de dezembro.

O atraso na divulgação da data de pagamento provocou protestos dos servidores, que também cobram uma posição sobre o 13º Salário, sem previsão para ser depositado. O Executivo estadual ainda não garantiu o benefício. Na terça-feira, 05, o governador Fernando Pimentel (PT) condicionou a gratificação natalina à aprovação, pelo Senado e Câmara dos Deputados, de um projeto de lei que vai permitir ao Estado vender títulos da dívida ativa, antecipando recursos de bancos. A expectativa é de que o texto seja votado na semana que vem.

 

Município paga gratificação segunda 

Apesar de ser hoje um grande desafio para o governo do Estado e a maioria dos gestores de Minas Gerais, o pagamento 13º Salário aos servidores de Itaúna já está garantido. Os valores referentes à gratificação natalina estarão disponíveis nas contas dos funcionários na próxima segunda-feira, 11, conforme divulgado pela administração. Parte das sobras do duodécimo, devolvida pela Câmara, nesta semana, vai complementar o valor necessário para a quitação da folha referente ao abono. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 11 Dec 2017 08:25:55 -0300
Hakuna quer mobilização contra possível rebaixamento da Companhia Independente de Polícia Militar http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3638-hakuna-quer-mobilizacao-contra-possivel-rebaixamento-da-companhia-independente-de-policia-militar http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3638-hakuna-quer-mobilizacao-contra-possivel-rebaixamento-da-companhia-independente-de-policia-militar

 

Os rumores sobre a possibilidade de rebaixamento da Companhia Independente de Polícia Militar a Especial continuam. Nesta semana, o presidente do Legislativo, Márcio Gonçalves “Hakuna”, abordou o assunto em plenário. Ele afirmou que obteve informações de que a alteração é praticamente certa, ao participar da solenidade de entrega da Medalha Desembargador Hélio Costa ao juiz Paulo Antônio Carvalho. 

Marcinho Hakuna demonstrou preocupação com a questão e alertou que a mudança pode gerar muitos prejuízos para a cidade. “Haverá dificuldades em relação ao pessoal, pois Itaúna ficará subordinada a outra companhia. Quero conclamar os vereadores, a população, os políticos, a imprensa que lutem. Precisamos nos mobilizar. O município será muito prejudicado. Sabemos que o governo não tem feito seu papel, fornecendo infraestrutura necessária para a Polícia”, afirmou. 

O líder do governo na Câmara, Hudson Bernardes, disse que levou o assunto à Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa e que está prevista para janeiro a modificação. “Isso irá reduzir investimentos e o efetivo”, lamentou. Lacimar Cezário, o “Três” disse que a própria corporação está se mobilizando, inclusive com a possibilidade de realizar um movimento de greve.

Elevada à Companhia Independente há quatro anos, a Polícia Militar de Itaúna pode retornar à antiga categoria porque está em andamento, em Minas Gerais, um estudo com o objetivo de avaliar as demandas, número de efetivo e índices de criminalidade nas regiões em que estão instaladas as unidades. 

O resultado do levantamento, conduzido por comissão formada no alto escalão da corporação, será o fator decisivo para a concretização de mudanças em diversas cidades. 

Itaúna está entre os municípios avaliados. Com isso, há a possibilidade de a Companhia Independente voltar à classificação de Companhia Especial, apesar dos esforços, nos últimos tempos, para que seja alçada a Batalhão, cobrança antiga de autoridades locais, com foco em melhorias das condições para a segurança pública. 

De acordo com o comandante da PM, major Elson Geraldo de Andrade, a previsão é de que as análises sejam concluídas ainda neste mês. As  informações foram publicadas com exclusividade pelo JORNAL S´PASSO, no início de novembro.

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 11 Dec 2017 08:24:27 -0300
Repasses semanais do ICMS pelo governo de Minas não chegam à Prefeitura há quase um mês http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3637-repasses-semanais-do-icms-pelo-governo-de-minas-nao-chegam-a-prefeitura-ha-quase-um-mes http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3637-repasses-semanais-do-icms-pelo-governo-de-minas-nao-chegam-a-prefeitura-ha-quase-um-mes Repasses semanais do ICMS pelo governo de Minas não chegam à Prefeitura há quase um mês

 

A manhã de quinta-feira, 07, foi de protestos em frente à Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG. Cerca de 250 prefeitos e centenas de vereadores se mobilizaram para chamar a atenção do governador Fernando Pimentel em relação às dívidas acumuladas pelo Estado com as cidades. “Não estamos pedindo favor, mas sim, exigindo o cumprimento da lei”, falou o presidente da Associação Mineira dos Municípios – AMM – e chefe do Executivo de Moema, Julvan Lacerda. 

A manifestação promovida pela AMM levou os gestores a Belo Horizonte para cobrar apoio dos deputados estaduais para que sejam cumpridas as obrigações com as prefeituras, que veem passando enormes dificuldades sem o repasse semanal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços  - ICMS. 

A situação não é diferente em Itaúna, que não recebe os recursos referentes à arrecadação do tributo há quase um mês. O montante atrasado supera meio milhão de reais, dos quais R$ 98.752,47 deveriam ter chegado aos cofres municipais em 21 de novembro; R$ 121.541,50 no dia 28; e outros R$ 296.235,24, em 05 de dezembro. O cronograma estabelece que os depósitos sejam sempre no segundo dia útil de cada semana. Com a parcela aguardada para a próxima terça-feira, 12, de R$ 1.709.049,47, o débito líquido do Estado com a Prefeitura ultrapassará R$ 2,2 milhões, sem as correções monetárias. 

De acordo com informações da Secretaria de Finanças, os constantes atrasos têm causado inúmeros transtornos para a administração no que tange ao pagamento dos servidores e fornecedores. Ainda segundo os dados repassados pela pasta, raras vezes neste ano as parcelas semanais foram depositadas na totalidade, sendo os valores devidos divididos em “prestações”. 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 11 Dec 2017 08:22:13 -0300
Vereadores aprovam criação de política de Meio Ambiente e Prefeitura vai começar a licenciar empreendimentos http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3622-vereadores-aprovam-criacao-de-politica-de-meio-ambiente-e-prefeitura-vai-comecar-a-licenciar-empreendimentos http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3622-vereadores-aprovam-criacao-de-politica-de-meio-ambiente-e-prefeitura-vai-comecar-a-licenciar-empreendimentos

 

No fim de julho, o JORNAL S´PASSO publicou, com exclusividade, matéria sobre os preparativos da Prefeitura para começar a oferecer licenciamento ambiental aos empresários interessados em investir na cidade. Desde então, de acordo com informações obtidas pela reportagem, foram tomadas várias providências para concretização do projeto. E, nesta semana, a administração deu mais um passo nesse sentido: na terça-feira, 28, foi aprovado na Câmara, por unanimidade, projeto de lei que dispõe sobre a política municipal de conservação e controle do Meio Ambiente. A medida é obrigatória para que o Município esteja habilitado a licenciar os empreendimentos. 

A principal vantagem da implantação do sistema é a garantia de mais celeridade aos empreendedores que necessitam passar pelo processo. Ainda segundo as alegações do Executivo, entre os benefícios está também o aumento da receita, visto que, a partir do momento em que Itaúna começar a emitir as certificações, os recursos oriundos das taxas, que hoje vão para outro Estado, ficarão aqui. Também haverá possibilidade de intensificar a fiscalização, no combate às irregularidades e poluição, contribuindo para melhorias na qualidade de vida da população. 

Hoje, os empreendedores interessados em instalar empresas em Itaúna precisam recorrer à Superintendência Regional de Meio Ambiente – Supram -, em Divinópolis. A Secretaria de Regulação Urbana, por meio da Gerência de Proteção ao Meio Ambiente, ficará à frente do trabalho, sendo a próxima etapa, a criação de cargos para abertura do processo seletivo e contratação dos analistas. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 04 Dec 2017 08:55:52 -0300
Vereadores tentam colocar em votação Plano Diretor apresentado pelo governo passado, sem analisar as recomendações do Ministério Público http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3599-vereadores-tentam-colocar-em-votacao-plano-diretor-apresentado-pelo-governo-passado-sem-analisar-as-recomendacoes-do-ministerio-publico http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3599-vereadores-tentam-colocar-em-votacao-plano-diretor-apresentado-pelo-governo-passado-sem-analisar-as-recomendacoes-do-ministerio-publico

 

A revisão do Plano Diretor, apresentada pelo governo de Osmando Pereira da Silva, por meio do projeto de lei n.º 11, de 20 de setembro de 2016, não atendeu às recomendações do Ministério Público, especialmente em relação às diretrizes para uso e ocupação do solo na área que fica ao entorno da Barragem do Benfica. Esse foi o principal motivo pelo qual a matéria teve a tramitação suspensa na Câmara, no início da atual legislatura, para que fossem feitas as adequações, em conformidade com os apontamentos feitos pela 3ª Promotoria de Justiça, responsável pela curadoria do Meio Ambiente. 

Agora, um grupo de vereadores tentou fazer com que a proposta elaborada pela gestão passada retornasse ao plenário para apreciação. O requerimento feito pelos parlamentares para formalizar a intenção causou muita confusão e “esquentou” os debates durante a reunião ordinária de terça-feira, 28. 

Antônio de Miranda leu o pedido e o entregou em mãos para o dirigente da Casa, Márcio Gonçalves “Hakuna”. Imediatamente, o líder do prefeito, Hudson Bernardes reagiu, afirmando que o corpo técnico da Prefeitura está empenhado em finalizar o projeto do novo Plano Diretor e remetê-lo à Casa. 

“Peço que votem contra, estamos aguardando a Procuradoria (do Munícipio) enviar a matéria. A equipe da Secretaria de Regulação Urbana trabalhou diariamente na questão e Vossa Excelência (o presidente do Legislativo) já disse que irá dar todo o amparo que o vereador necessitar para apreciar a questão”, comentou. 

Lacimar Cezário, o “Três”, também da base governista, reforçou as palavras do colega e lembrou que o novo Plano Diretor está prestes a chegar à Câmara.  Joel Arruda salientou que ainda há tempo para a apresentação e votação. 

Otacília Barbosa rebateu os argumentos afirmando que o substitutivo apresentado também foi feito por meio de um trabalho extenso, bem elaborado.  No entanto, uma falha detectada pela Procuradoria da Casa, inviabilizou a proposta do grupo de vereadores supostamente liderado pela advogada.  Para tornar o requerimento válido, seriam necessárias nove assinaturas, número que, a princípio, parecia constar no documento, que na verdade tinha oito signatários. Otacília havia rubricado uma vez e também assinado por extenso, o que causou a confusão.  

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 04 Dec 2017 08:19:50 -0300
Câmara conclui licitação de elevador e resolve pendência de anos por falta de acessibilidade na Casa http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3598-camara-conclui-licitacao-de-elevador-e-resolve-pendencia-de-anos-por-falta-de-acessibilidade-na-casa http://www.jornalspasso.com.br/noticias/politica/item/3598-camara-conclui-licitacao-de-elevador-e-resolve-pendencia-de-anos-por-falta-de-acessibilidade-na-casa Câmara conclui licitação de elevador e resolve pendência de anos por  falta de acessibilidade na Casa

 

A falta de acessibilidade na Câmara Municipal é bastante criticada há anos. Itaúna tem dois vereadores portadores de deficiências e, fora isso, os prédios públicos precisam ser adaptados para receber deficientes e pessoas com mobilidade reduzida. A questão não foi priorizada pelas gestões anteriores, apesar de um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC -, firmado junto ao Ministério Público, durante o período em que Alex Artur esteve à frente da Casa (2013/2014). 

O tempo passou e os presidentes também, sem que a situação fosse resolvida. Até que, no início da atual legislatura, o atual dirigente do Legislativo, Márcio Gonçalves “Hakuna” começou a adotar medidas para a aquisição e instalação de elevador, conforme previsto no TAC. A licitação para a compra do equipamento já foi concluída e a previsão é de que as intervenções comecem ainda em dezembro. A perspectiva de “Hakuna” é de que a obra esteja concluída até março de 2018. 

Em conversa com a reportagem, o parlamentar contou que participaram da concorrência duas empresas, uma de Divinópolis e outra de São Paulo, sendo que essa última venceu por R$ 175 mil. A primeira fez proposta de R$ 220 mil. 

“O montante engloba o elevador e todo o trabalho necessário para instalá-lo. A vencedora atua no país inteiro e só em Itaúna tem cerca de 30 equipamentos do tipo instalados e que raramente necessitam de manutenção, conforme constatamos por meio de uma ampla pesquisa. Foi possível garantir essa benfeitoria com o planejamento, corte de gastos e mais austeridade na aplicação dos recursos da Câmara”, comentou “Hakuna”. 

 

 

]]>
webmaster@jornalspasso.com.br (Super User) Política Mon, 04 Dec 2017 08:18:10 -0300